São mais de 30 procuradorias da mulher ativas em câmaras de vereadores; capacitação foi uma sugestão da deputada Leandre à Defensoria Pública do Paraná

Na foto, a deputada Leandre com o o Dr Eduardo Abrão, da Defensoria Pública do Estado do Paraná.


Durante o mês de abril, acontecerá um programa de capacitação para procuradoras da mulher. Com a temática "O Atendimento, Acolhimento e Encaminhamento da Mulher em Situação de Violência", com ênfase para a atuação das Procuradorias da Mulher, a capacitação realizada pela Defensoria Pública do Paraná (DPE). Ao todo, já são 31 procuradorias da mulher em funcionamento, em todo o Estado.

A realização do curso foi uma sugestão do mandato da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR). Com participação efetiva da Escola da Defensoria Pública do Estado do Paraná (EDEPAR), do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública do Estado do Paraná (NUDEM) e da Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná.
 
“Eu tive a oportunidade de ser Procuradora da Mulher na Câmara dos Deputados. E percebi que era possível a criação de procuradorias nos Estados e municípios. Desde então, venho trabalhando para instalar o maior número de procuradorias possível nas Câmaras de Vereadores. Já conseguimos ótimos resultados, como a criação da Procuradoria da Mulher na Assembleia Legislativa do Paraná, e na Câmara de Curitiba, além de outras 30 nos municípios do interior do Estado. Mas ainda temos muito trabalho pela frente”, discorreu Leandre.

Ela enfatizou a importância do curso: “Tivemos muitas conversas com a Defensoria Pública do Paraná, que é uma grande parceira. E percebemos a necessidade de capacitar as procuradoras da mulher, para que elas possam atuar na rede de proteção e enfrentamento da violência contra as mulheres, atuando no fortalecimento de políticas públicas, recebendo as denúncias e encaminhando-as aos órgãos competentes”, acrescentou.

Leandre salienta que, apesar de ser um curso direcionado para procuradoras, as vereadoras que tem interesse em criar uma procuradoria da mulher em seu município também podem se inscrever e participar.


Programação

 
  • No dia 09 de abril, acontece o primeiro módulo, que vai debater "O Que é violência de Gênero". O módulo será ministrado por Lívia Brodbeck, defensora pública e coordenadora do NUDEM (Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher da Defensoria Pública do Estado do Paraná) e por Olenka Lins e Silva Rocha, também defensora pública, coordenadora do NUFURB (Núcleo Itinerante das Questões Fundiárias e Urbanísticas da Defensoria Pública do Estado do Paraná).
 
  • O segundo módulo será no dia 16 de abril, sobre a Rede de Proteção à Mulher Vítima de Violência. Este módulo será ministrado pela psicóloga Marcela Ortolan, e pela assistente social e doutora em Ciência Política pela UFPR, Taísa Oliveira.
 
  • Dando continuidade à programação, o terceiro módulo, que acontecerá dia 23 de abril, haverá um debate sobre a Lei Maria da Penha e a Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. O módulo também será ministrado pela defensora pública, Lívia Brodbeck.
  • Para finalizar, o quarto módulo acontecerá no dia 30 de abril, para debater a Representatividade Feminina e a Violência de Gênero na política. Será ministrado pela assessora jurídica do NUDEM, e mestranda em Direito do Estado na UFPR, Vanessa Fogaça Prateano.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
https://bit.ly/3lazvHm