Deputada Leandre participa de Seminário Nacional da Primeira Infância

Deputada Leandre participa de Seminário Nacional da Primeira Infância

12 de Novembro de 2021

A deputada federal Leandre Dal Ponte participou, na quinta-feira (11), do Seminário Nacional da Primeira Infância, realizado pela Comissão Externa de Políticas para a Primeira Infância da Câmara dos Deputados em parceria com a Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância. Durante o evento, os participantes defenderam a chamada parentalidade positiva – educação sem punição física ou violência psicológica – e também maior participação dos homens no cuidado com as crianças da gestação até os 6 primeiros anos de vida.

Coordenadora da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância, a deputada Leandreressaltou que a pandemia de coronavírus ampliou os desafios sobre o futuro da infância, pelos prejuízos no avanço das capacidades cognitivas e funcionais, e também pelo atraso no aprendizado, que vai repercutir na inserção no mercado de trabalho e em suas relações sociais.

Segundo ela, que também foi uma das coordenadoras do seminário,  não tem como cobrar das famílias aquilo que elas não conhecem e frisou a necessidade de se divulgar para a sociedade a importância dos primeiros anos de vida das crianças. Ela observa que o comportamento parental positivo varia de acordo com a renda familiar.


 “Na verdade, são menos frequentes em classes menos favorecidas. O Brasil tem legislação, mas a gente sabe a distância entre aquilo que está no papel e aquilo que está na prática. A gente precisa acima de tudo promover uma mudança cultural”, afirmou.


Ao falar da atuação da frente parlamentar, Leandre citou a discussão sobre a proposta de licença parental (PL 1974/21), para garantir a oportunidade para homens e mulheres dividirem cuidados com recém-nascidos, e a luta para garantir orçamento para políticas para a primeira infância, incluindo a proibição, na Lei de Diretrizes Orçamentárias LDO para 2022, do contingenciamento de recursos para a primeira infância.

A parentalidade positiva, conforme a deputada paranaense, também aborda a oferta de oportunidades para os pais terem condições de participar mais da vida de seus filhos. Isso passa, na visão de Leandre, por uma mudança cultural, o que inclui a consciência de que o pai também tem responsabilidade pela educação das crianças, e não apenas a mãe.

“O Marco Legal traz instrumentos necessários para formular e articular políticas intersetoriais. E traz muito do que a ciência já comprovou, permitindo que gestores podem implementar políticas públicas onde as crianças vivem, de acordo com aquilo que a especificidade da idade precisa”, afirmou.


E completou: “Mais do que nunca, precisamos trabalhar a importância que tem o adulto na vida da criança. Porque não é o governo que cria a criança. São as pessoas que cuidam da criança e ajudam ela a se desenvolver. Então, precisamos fazer políticas públicas para as famílias”.

Deputada Leandre
Costuma responder em alguns minutos

Deputada Leandre
Olá 👋 Seja bem vindo!
Como podemos ajudar?

18:06
×

Para uma melhor experiência em nosso site, por favor, aceite os nossos cookies de navegação.

Existem algumas opções que podem não funcionar sem a utilização dos cookies. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, visite a nossa Política de privacidade.